Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Osteoporose # Cálcio # Vitamina D

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 22.11.15

 

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

“A Osteoporose é uma doença do esqueleto, podendo atingir qualquer porção do mesmo. Caracteriza-se pela diminuição da resistência óssea, tornando os ossos mais vulneráveis a fraturas.
O nosso esqueleto está preparado para suportar cargas em diversos sentidos e de diversas formas: o osso osteoporótico torna-se frágil, quebradiço, incapaz de suportar cargas, mesmo que mínimas.


O osso é constituído por minerais, dos quais se salienta o cálcio, e por matéria orgânica rica em proteínas, entre as quais se destaca o colagéneo (que é a proteína mais abundante do nosso organismo).


A quantidade de massa óssea é adquirida, quase na totalidade, até aos 20 anos: entre os 20-30 anos é atingido o auge em termos de massa óssea a que se chama capital ósseo, que vai diminuindo a partir dos 40-45 anos de uma forma contínua em ambos os sexos e, no caso da mulher, de forma abrupta e rápida depois da menopausa.


Na verdade, à medida que a idade avança, o processo contínuo e obrigatório de remodelação óssea (indispensável e desejável num osso normal) realiza-se de uma forma desequilibrada: isto é, o osso destruído é sempre superior ao osso formado.
Isto conduz a uma estrutura óssea composta por travessas muito finas a que se chama trabéculas, que se tornam mais frágeis e descontínuas.
Por vezes, a Osteoporose pode ser acelerada por certas doenças ou medicamentos (por exemplo: derivados da cortisona).

 

Perante uma Osteoporose instalada e adequadamente diagnosticada, é necessário, na maioria das vezes, recorrer a medicamentos, co-adjuvados de cálcio e vitamina D, podendo estes elementos vir da dieta ou de suplementos.”

 

Osteoporose e Alimentação

 

Para prevenir a osteoporose é fundamental a ingestão de alimentos com cálcio e vitamina D, exposição solar moderada e prática regular de atividade física. Garantir a ingestão adequada de cálcio e vitamina D durante a infância ajuda a prevenir a osteoporose na vida adulta.

 

Os alimentos ricos em cálcio ajudam a melhorar não só a estrutura dos ossos e dentes, mas também a força e contração muscular e até a coagulação sanguínea.

 

O leite e derivados (iogurte e queijo) são considerados as principais fontes de cálcio, pois estes apresentam maior biodisponibilidade (melhor absorção).

Outras fontes: As hortaliças de folhas verdes escuras (como a couve, folha de mostarda, brócolos e nabo), soja, sardinha, salmão, moluscos, algumas algas, amêndoa, tofu, ovos, nozes e alguns alimentos enriquecidos.

 

O consumo regular de alimentos ricos em cálcio e vitamina D é importante para o desenvolvimento das crianças e grávidas, durante a menopausa e na terceira idade, estando particularmente indicado para prevenir e tratar a osteoporose.

 

Garantir a ingestão adequada de cálcio e vitamina D durante a infância ajuda a prevenir a osteoporose na vida adulta.

 

Links Relacionados: Vitamina D # Fontes Alimentares # Sol # Inverno

 

Fontes:

Definição de Osteoporose - Instituo Português de Reumatologia

Foto: Google

 

publicado às 08:48

Vitamina D # Fontes Alimentares # Sol # Inverno

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 05.10.15

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

À medida que os dias ficam “mais pequeninos” e a noite chega mais depressa, a deficiência de Vitamina D pode ser um problema real. Pois, uma das fontes desta vitamina é a radiação ultravioleta (exposição solar), que é essencial para a sua produção.

 

Alguns estudos têm indicado que, nos meses de outono e inverno, a pele gera pouca ou nenhuma vitamina D.

A principal função da vitamina D é facilitar a absorção do cálcio, diminuindo o risco de doenças ósseas e cardíacas, ajuda a prevenir a osteoporose, modula o crescimento celular e desempenha um papel vital na função imunitária e na redução da inflamação.

 
= Fontes alimentares de vitamina D =

 

. Salmão
Dependendo da variedade, estudos mostram que o salmão (especialmente variedades selvagens) é uma excelente fonte de vitamina D;


. Atum enlatado
Diferentes variedades de atum contêm diferentes quantidades de vitamina D, mas a opção mais conveniente e acessível é o atum enlatado em água;


. Óleo de fígado de bacalhau
Mais frequentemente utilizado como um suplemento dietético do que um alimento de consumo corrente, se o óleo de fígado de bacalhau é “medicamente indicado”, uma pequena porção – uma colher de sopa - contribui com uma boa dose de vitamina D;


. Ovos (Gema);

. Leite (produtos lácteos e não lácteos)

Há opções fortificadas com vitamina D;

 

. Cogumelos

 

Esteja atento e certifique-se que faz a ingestão adequada de alimentos ricos em vitamina D e faça uma suplementação caso seja necessário (sempre com indicação médica), principalmente nos meses de inverno (escuros) que chegam neste mês de outubro.

 

Pela sua saude... faça escolhas saudaveis!

 

publicado às 20:19


Mais sobre mim

foto do autor




Detox Original! 10% Desconto com o código: DINORABASTOS


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog