Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Treino # Low Pressure Fitness # Abs Hipopressivos

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 22.07.16

 

Só uma doida como eu para treinar abs hipopressivos com uma atleta profissa do bikini fitness!
Adorei o treino :)


Obrigada Maria Canha e Bruno Gonçalves

publicado às 23:12

CERTIFICAÇÃO NUTRIÇÃO DESPORTIVA | 48h | 9,6 UC * WellXProSchool . NutriScience

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 19.06.16

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

  

CERTIFICAÇÃO NUTRIÇÃO DESPORTIVA | 48h | 9,6 UC
WellXProSchool . NutriScience | Coimbra . Lisboa (5ª ed.) . Porto (3ª ed.)
 
 
Depois de 10 edições realizadas em Portugal praticamente lotadas, a Certificação em Nutrição Desportiva que já chegou a centenas de profissionais terá novas edições em Coimbra, Lisboa e Porto.
 
Serão 48 horas de formação assente nas mais recentes evidências científicas, divididas por 6 módulos (3 fins de semana).
 
A certificação atribui 9,6 UC para renovação dos Títulos Profissionais de Técnicos de Exercício Físico e de Treinador de Desporto.
 
 
COIMBRA | Hotel Tryp Coimbra | início a 2 de julho 
LISBOA | Hotel Aeroporto Lisboa | início a 24 de setembro 2016
PORTO | Hotel Holiday Inn Porto Gaia | início a 14 de janeiro 2017
 
 
Mais informações em:
www.wellxproschool.com/Page/Details/84 ou através do email geral@wellxproschool.com

publicado às 15:40

O mito do consumo de proteína após o treino!

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 14.05.16

treino.jpg

"Todos nós ja vimos várias pessoas a fazer o seu treino no ginásio enquanto ingerem o batido de proteína ou, se calhar, até somos daqueles que mal acabamos o treino vamos logo a correr para casa tomar proteína.

 
Mas será que é mesmo necessário ingerir proteína logo após um treino?
 
Há alguns anos, descobriu-se um fenómeno chamado Janela Anabólica. Esta expressão significa que o corpo absorve mais facilmente os nutrientes entre 15 a 60 minutos imediatamente após o treino. Ou seja, a ingestão de hidratos de carbono e proteína durante esta janela de tempo beneficiaria a perda de gordura, o ganho de massa magra, o desenvolvimento da força e resistência, e a hipertrofia muscular.
 
Partindo do principio que é necessário ingerir proteínas extra, já que o treino causa lesões nas fibras musculares e a ingestão de hidratos de carbono irá aumentar as reservas de energia em forma de glicogénio, e não gordura.
Durante muitos anos, esta foi a ideia geral da comunidade científica. Como tudo na vida, o conhecimento não é estático e a evolução faz-se pesquisando. Novos estudos demonstraram que os benefícios de controlar o horário e ingestão de nutrientes não se aplicam a todas as pessoas. Este controlo é muito importante para os atletas que treinam 2 e 3 vezes por dia para aumentar a performance desportiva. Para aquelas pessoas que só treinam uma vez por dia ou algumas horas por semana, os benefícios da janela anabólica não são significativos.
 
Portanto, se é um dos comuns mortais como eu que pratica atividade física por prazer uma vez por dia, não se preocupe com a ingestão imediata de proteínas após o seu treino. Não vá a correr direito ao seu batido de proteína! Adote uma alimentação equilibrada diariamente e a horas decentes e irá ter os efeitos pretendidos no seu treino.
 
Esta é a nossa visão em TeamFit PT. Ajudamos a potenciar o seu treino para que obtenha os resultados pretendidos. Visite www.teamfitpt.com e siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn.
 
Não hesite em contactar-nos e venha descobrir as nossas condições vantajosas para o planeamento de programas de treino físico. 
 
Comece hoje e pergunte-se porque não começou mais cedo."
 
Nuno André Nunes
Preparador Físico do Chelsea Football Club
 

publicado às 17:47

Treino Personalizado

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 17.04.16

PT.jpg

 

No início do ano estabeleci um objetivo “Correr uma Meia-Maratona”. Realista das minhas capacidades e consciente da preguiça que não me larga, decidi procurar um PT que me ajudasse a tornar este percurso mais fácil e mais rápido. E, sem duvida que sem um treino personalizado e adaptado a mim tudo seria mais difícil.

 

O treino personalizado é um conceito que se tem vindo a crescer nos últimos anos. Com a ajuda de um personal trainer (PT) é possível ter um treino mais adequado a si, mais motivador e com resultados mais rápidos.

 

Se há alguns anos atrás o personal trainer era uma realidade apenas para alguns, hoje em dia é um serviço que se generalizou a todas as idades, objetivos e que está mais acessível ao orçamento dos portugueses. A oferta deste serviço é atualmente comum à grande maioria dos ginásios, existindo além disso empresas vocacionadas para o conceito de treino personalizado/acompanhado que o disponibilizam ao domicílio ou em espaços ao ar livre.

 

Afinal o que tem de especial o treino personalizado?

Adequado a todas as pessoas (população saudável, população clínica, atletas), o treino personalizado permite uma planificação cuidada e detalhada por um profissional da área ajustada às características, necessidades e objetivos específicos de cada pessoa.

Todos nós temos objetivos diferentes (aumento de peso, perda de peso, aumento de massa muscular) que devem ser respeitados aquando da preparação do treino.

 

Um treinador pessoal é uma ótima alternativa para quem:

. Pretende abandonar o sedentarismo e iniciar a prática de exercício físico mas não sabe como começar.

. Tentou de tudo sem sucesso para perder peso.

. Tem algum problema de saúde específico.

. Procura obter o rendimento máximo nos seus treinos.

. Não consegue encontrar motivação para treinar sozinho.

 

As vantagens do treino acompanhado:

– Treino à medida e com resultados rápidos: sendo orientado para as características específicas de cada um, através do treino personalizado será mais fácil e rápido alcançar os objetivos pré-estabelecidos. Para quem já treina habitualmente mas não vê os resultados pretendidos, o conhecimento de um treinador pessoal permitirá potencializar o treino, através de estímulos e metodologias de trabalho diferentes.
– Permite corrigir erros: sob a supervisão do personal trainer, serão corrigidos os erros de execução técnica dos exercícios, privilegiando-se a correção postural de forma a evitar lesões e padrões posturais prejudiciais.
– É mais seguro: a intensidade e volume do treino são monitorizados com base nos conhecimentos do treinador, tendo em conta a condição física e tipo de objetivos que pretende alcançar.
– É mais facilmente quantificável: as reavaliações periódicas da composição corporal e capacidades físicas permitem analisar a evolução em todos os parâmetros e reajustar o treino de acordo com os objetivos traçados.
– É mais motivador: o personal trainer contribuirá para evitar a rotina e monotonia dos treinos, diversificando o trabalho desenvolvido e levando-o a sentir-se mais motivado e a não desistir.
– É mais ajustável ao tempo disponível: cada treino é agendado de acordo com a sua disponibilidade. Em conjunto irão encontrar estratégias para gerir o tempo, de forma a atingir a regularidade necessária para atingir resultados.

 

Senão consegue atingir os seus objetivos, se sempre que decide treinar desiste rapidamente, experimente um treino personalizado com bons profissionais (não se vai arrepender).

 

Deixo 3 contactos que recomendo:

Bruno Gonçalves - Personal Trainer!

 

TeamFit! para treinos personalizados on-line!

Espaço Saude! Ginásio com excelentes Profissionais que o podem ajudar a encontrar o treino mais indicado para si!

 

Texto adaptado: AdvanceCare

 

publicado às 18:36

Você está cansado de se sentir cansado?

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 10.02.16

stress.jpg

 

Você está cansado de se sentir cansado?

É certamente uma queixa comum a todos. 

 

O cansaço pode resultar do stress, falta de sono, sedentarismo e /ou de uma dieta pobre (faz-lhe lembrar o sei dia-a-dia?). 

Em consulta é frequente ouvir queixas de cansaço associadas a uma ingestão excessiva de café, bebidas ricas em cafeina e/ou produtos açucarados, numa tentativa de se sentirem despertos e sempre alerta. Mas, a solução não deve ser esta!!!

 

Felizmente, existem alguns hábitos no seu estilo de vida que podem ajudar afastar a fadiga, e sentir-se mais fortalecido e com mais vitalidade. Mudando a sua rotina vai ajudá-lo a encontrar o equilíbrio e a tranquilidade que precisa para enfrentar esta vida “louca”.

 

Impulsionadores de energia

 

Sono

Dormir pelo menos sete horas de sono por noite… Tenho certeza que você já ouviu isto milhares de vezes!

De facto, o sono está fortemente ligado à nossa sensação de bem-estar. Perder apenas uma hora de sono pode deixa-lo cansado durante dias. A falta de sono também pode causar um aumento nos níveis de cortisol (hormona do stress), e alterar os níveis hormonais no corpo - os que “desligam” os sinais de fome, e “ligam” os sinais de saciedade, conduzindo a um estado de fome mesmo quando já comeu o suficiente.

Esta combinação pode causar ganho de peso, ou fazer a perda de peso mais difícil.

 

Agua

Pelo menos oito copos de água por dia!

A desidratação, mesmo que suave, pode “roubar-lhe” energia. Se não aprecia água simples adicione algumas fatias de fruta fresca ou ervas aromáticas para obter um sabor diferente. 

 

Mexe-se!

Fazer exercício físico regular é fundamental!

Você não tem que ser um corredor olímpico... apenas sair de casa, dar um passeio, caminhar, correr. Se você não tem treinado, comece com pequenas metas e vá evoluindo mesmo que seja uma luta nas primeiras vezes. Você vai aumentar seus níveis de energia. 

 

Tome sempre o Pequeno-almoço

Este vai melhorar o seu metabolismo durante todo o dia, e ajuda-lo a fazer escolhas saudáveis ​​durante todo o dia. Troque o pão branco, cereais açucarados, ou produtos de pastelaria por escolhas mais saudáveis, como aveia, cereais integrais, iogurte, frutas, ovo, clara de ovo.

Certifique-se que inclui alimentos proteínas, hidratos de carbono e um pouco de gordura.

Uma queixa comum "Eu não tenho fome de manhã!"... Atenção, não tem que ser uma grande refeição!!! Uma peça de fruta ou um iogurte já o vai ajudar a manter os níveis de energia, e silenciar esse desejo de chocolate ao fim do dia. E, devagar vai-se habituando a tomar um bom pequeno-almoço.

 

Coma “pouco” e muitas vezes

Comer mini-refeições ao longo do dia vai permitir que os níveis de energia e de açúcar no sangue permaneçam constantes e, consequentemente, ajuda a afastar a fome (e correr para a máquina de venda automática para um lanche calórico e pobre nutricionalmente). Prepare lanches saudáveis para levar consigo, ​​como as frutas oleaginosas (nozes, amêndoas), fruta fresca, cereais integrais ou legumes crus.  

 

Coma alimentos "verdadeiros"!

Evite alimentos muito processados/refinados carregados de açúcar e sal.

Procure ingerir mais alimentos integrais, alimentos ricos antioxidantes, vitaminas e minerais. O nosso corpo precisa destes nutrientes para ser saudável e ter energia.  

Alguns exemplos:

. Ácidos gordos ómega 3 - (presente no peixe gordo 1-2 vezes por semana, como salmão, sardinha, ou atum; linhaça, nozes)

. Antioxidantes - estes estão presentes em vários alimentos integrais, alimentos com cores vibrantes, muito coloridos (frutas, legumes)

 

Tenha cuidado com o Álcool

O álcool é um depressor, causando diminuição da energia. Ele também pode causar distúrbios do sono, deixando-o sem o sono que você precisa para se sentir descansado no dia seguinte.

 

Avalie o seu estado nutricional

Identifique eventuais deficiências nutricionais na sua dieta que podem estar a causar fadiga. As deficiências em certas vitaminas e minerais podem conduzir ou contribuir para o cansaço e fadiga.

 

O seu nutricionista pode ajudá-lo a construir um plano de refeições saudáveis, com as porções certas para si.

 

Links Relacionados:

Alimentos de Pura Felicidade e Bom Humor

Diário de uma Magra # Super Energia # Maca

Alimente o seu cérebro # Memória e Concentração

 

publicado às 23:24

Alimentação # Treino # Massa Muscular

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 26.04.15

 

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

Na sociedade atual, o culto pelo corpo não é novidade e é um movimento em franco crescimento.

Para ganhar músculos é preciso ter disciplina e rigor no treino, uma alimentação equilibrada, completa e variada e escolher bem os alimentos que nos podem fornecer nutrientes indispensáveis.

 

Não adianta treinar horas num ginásio e no fim comer doces, alimentos com alto teor de gordura e beber refrigerantes!

Foque-se na alimentação!

 

Proteína - Os alimentos proteicos ideais são aqueles com alto valor biológico, isto é, que possuem todos os aminoácidos essenciais em quantidades certas para a construção muscular. Um desses aminoácidos em particular, a leucina, como comprovou uma recente pesquisa (The Journal of Nutrtion), estimula diretamente a síntese de proteínas por ativar uma enzima responsável pelo crescimento do músculo.

 

Os Hidratos de Carbono são tão importante quanto a proteína para ganhar músculo. Eles “dão força” durante o treino e, depois do exercício físico, restabelecem as reservas de energia que foi gasta. Na falta deste nutriente, antes e após a atividade física, o organismo não se recupera adequadamente e não ganha massa muscular.

Os hidratos de carbono mais recomendados para potencializar o crescimento de massa magra são os de baixo índice glicêmico (IG), um marcador que sinaliza a capacidade de um alimento de elevar o nível de açúcar no sangue. A digestão desses alimentos é mais lenta e oferece saciedade por mais tempo.

 

Alguns exemplos de alimentos benéficos para o crescimento muscular:

 

Cereais e pães integrais

Produtos ricos em fibras, como os cereais e os pães integrais, são exemplos de comidas que possuem um baixo IG e, por isso, devem ser incorporados na dieta. Por não elevarem os níveis de açúcar no sangue rapidamente, esses alimentos ainda diminuem a tendência do organismo de acumular gordura, de acordo com o nutricionista Rodrigo Macedo.

 

Batata-doce

A batata-doce é composta de carboidratos de baixo índice glicêmico, o que prolonga a sensação de saciedade. O consumo de carboidratos ao longo do dia é importante porque possibilita que as lesões ocasionadas no músculo durante a atividade física sejam regeneradas. “Ingerir corretamente o nutriente também recupera os estoques de energia do músculo, o glicogênio muscular”.

 

Mandioca

Assim como a batata-doce e os cereais integrais, a mandioca é um alimento de baixo índice glicêmico. Os hidratos de carbono da mandioca são transformados em energia aos poucos, o que auxilia tanto durante o treino, quanto na recuperação das reservas de energia pós-treino. A mandioca deve ser ingerida sem exageros: 100 gramas têm 125 calorias.

 

Carne vermelha

A carne vermelha é uma excelente fonte de proteína de alto valor biológico, isto é, possui todos os aminoácidos essenciais em quantidades certas para a construção muscular. “Essa propriedade se deve à presença da leucina, um aminoácido que estimula a síntese proteica e regenera a musculatura após a atividade física” diz o biomédico Rodrigo Minoru. A recomendação é optar por cortes de carnes com menor teor de gordura, como alcatra e filé mignon. Em 100 gramas de carne vermelha há 26 gramas de proteína.

Atenção ao valor calórico!

 

Carnes brancas

Assim como as carnes vermelhas, as brancas e o peixe, são fontes de proteína, com a vantagem de terem menor teor de gordura saturada, (associada ao excesso de peso/obesidade e colesterol alto). Em 100 gramas de frango há cerca de 25 gramas de proteína e no salmão cerca de20 gramas.

 

Leite

O leite é um alimento proteico ideal para o crescimento muscular porque contém aminoácidos inteiramente absorvidos pelo organismo, como a leucina. Com mais oferta de proteína no corpo, o músculo terá mais facilidade para crescer. Um copo de leite tem 8 gramas de proteína.

 

Ovo

O ovo é uma boa fonte de proteína para o crescimento muscular principalmente por causa da clara, que é rica em albumina, uma proteína que o organismo consegue digerir, absorver e utilizar inteiramente. Um ovo de galinha médio possui 10 gramas de proteína.

 

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

Bom Treino e boa Dieta ;)

 

"Para alcançar os melhores resultados [no ganho de massa magra], é fundamental consultar-se com um nutricionista e ter um plano alimentar específico para si", diz Rodrigo Minoru Manda (nutricionista).

 

Fontes:

Rodrigo Macedo, nutricionista e mestre em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e professor da Faculdade Fátima, no Rio Grande do Sul;

Rodrigo Minoru Manda, biomédico e professor do Centro de Metabolismo em Exercício Físico e Nutrição da Universidade Estadual Paulista;

Josivan Lima, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

 

publicado às 13:10

MAS AFINAL O QUE É O TREINO FUNCIONAL?

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 23.11.14

“Qual o treino mais adequado?... Que tipo de exercícios devo fazer?”… “Posso eliminar a barriga com a corrida?”... “Devo fazer passadeira?... Treinos e aulas de grupo?”

 

São apenas algumas das duvidas/questões que me têm enviado.

 

Como sou da opinião que “cada macaco no seu galho” pedi à equipa do Espaço Saude para vos responder.

 

Hoje o tema é o treino funcional.

Sabe o que é?

__________________________________________________

 

 

"Uma das ferramentas mais importantes do ser humano é o movimento. Realizá-lo com controle torna-se fundamental para a postura e equilíbrio, que são importantes componentes do processo de condicionamento física global, para a manutenção de um bom padrão de movimento. Estes componentes dinâmicos merecem atenção por terem uma correlação estrita com a propriocepção, possibilitando que a produção de força seja orientada para aumentar as habilidades do atleta ou do indivíduo comum.

 

MVF – Motricidade Voluntária Funcional consiste em desenvolver força de forma harmoniosa para toda a musculatura, sem desequilíbrios entre a musculatura superficial (peito, dorsal...) e a musculatura mais profunda (multifidus, rombóides...), esta última antigravitacional, responsável pela postura e muitas vezes negligenciada nos treinos convencionais. Assim, busca-se maior estabilidade às articulações e maior mobilidade ao corpo. Muitas pessoas queixam-se de dores lombares e normalmente dá-se como solução: "faça alongamentos!". Porém, na maioria das vezes, esta musculatura não é muito mobilizada/ativada ao longo do nosso dia o que a deixa "enferrujada". Se tivermos em conta que passamos grande parte do nosso dia sentados a uma secretária, à mesa nas refeições, a conduzir, no sofá a ver televisão, e todo o nosso CORE está completamente “adormecido”. Neste caso, ao invés de alongar precisamos, sim, é mexer/mobilizar esta musculatura.

 

Esta modalidade veio para ficar e trazer mais uma opção de treino, que, aliás, é muito desafiadora, dinâmica e eficaz.

 

Se estiver curioso e quiser experimentar uma destas aulas, visite-nos no Espaço Saúde, em Águeda ou contacte-nos para o 234 622387 ou 919287627, para marcar uma aulas de MVF – MOTRICIDADE VOLUNTÁRIA FUNCIONL todas as segundas às 20h00.

 

 Seja qual for o seu objectivo de treino, deve sempre consultar um profissional da actividade física para o avaliar e prescrever o seu plano de treino, quer seja em ginásio, piscina, aulas de grupo indoor ou outdoor."

 

Equipa Espaço Saude

Espaço Saude

 

 

publicado às 20:22


Mais sobre mim

foto do autor



Detox Original! 10% Desconto com o código: DINORABASTOS


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog