Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A minha Dieta Sem Glúten # Será a melhor opção para todos?

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 16.08.15

gluten1.jpg

 

Eu, como tento fazer uma dieta sem glúten, tenho recebido várias mensagens a questionar a importância da dieta sem glúten e se é uma dieta para perder peso.

 

Vou tentar desmistificar e explicar a minha opção de uma dieta sem glúten!

 

A dieta sem glúten é necessária para quem tem doença celíaca ou uma sensibilidade ao glúten e não consegue digerir essa proteína.

 

Pode ler no artigo Dieta Sem Glúten # Sensibilidade ao Glúten que lhe dará mais informações sobre estas patologias.

 

Eu, recentemente, fique a saber que tenho uma intolerância ao glúten o que me provocava desconforto (e “inchaço”) abdominal, flatulência, dores cabeça, letargia. Após ter iniciado uma dieta com restrição de glúten melhorei bastante.

Claro que os resultados não aparecem de um dia para o outro e, como sou uma apaixonada por pão NEM SEMPRE e fácil cumprir este plano.

 

É importante perceber que uma dieta sem glúten não é uma dieta sem hidratos de carbono. E, nem todos os alimentos “SEM GLUTEN” são saudáveis.

 

Deve ler, atentamente, toda a informação nutricional dos produtos “sem glúten”, “aptos para doentes celíacos”, pois podem não ser as melhores opções para a sua alimentação.

 

Em consulta, muitas vezes reparo que pessoas sem qualquer patologia que exija uma alimentação sem glúten deixam de comer alguns alimentos em detrimentos de outros “sem glúten” pensando que estão a fazer a melhore escolha!

Veja o exemplo destes dois alimentos:

 

Quado VC Glúten.png

O pão continua a ser uma excelente opção, não acha?

 

A dieta sem glúten, algumas vezes, facilita a perda de peso porque são retirados da alimentação vários alimentos, como pão, bolachas, bolos, biscoitos, chocolates, etc. por exemplo, por possuírem glúten. Este tipo de alimentos, normalmente, além de glúten têm um valor calórico bastante elevado e ao serem retirados da alimentação ajudam no processo de emagrecimento.

 

Caso não tenha nenhuma patologia que implique a restrição de glúten não têm que o fazer.

Cada um de nós deve ter um plano alimentar, sempre adaptado à s nossas características e estilo de vida. E, se quer perder peso “cortar os hidratos de carbono” nem sempre é a solução!

 

Como é dificil encontrar produtos gluten free de qualidade deixo uma sugestão: Gluten-Free Living uma loja on-line!

 

 

Links relacionados:

Manhã CM (CMTV) - Dieta Sem Glúten

Receita de Pão Sem Glúten

Aveia

Abdómen inchado? Intolerância Alimentar?

 

 

 

publicado às 23:14

Abdómen inchado? Intolerância Alimentar?

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 24.06.15

inchaço abdominal.jpg

Algumas pessoas relatam que um dia sentem que a barriga esta mais retinha e no outro já esta mais inchada. Às vezes esta alteração acontece em questão de minutos! Isso pode indicar alguma intolerância alimentar ou sensibilidade a algum grupo de alimentos!

 

O mais comum é a intolerância à lactose (hidrato de carbono presente no leite e derivados em geral), que pode dar, ou não, um quadro de diarreia.

 

Outra causa do “inchaço abdominal” pode ser intolerância ao glúten (proteína presente em muitos cereais como trigo, cevada, centeio, entre outros) que além do inchaço pode causar também depressão, enxaqueca, doenças na pele e trato respiratório.


Vale ressaltar que a intolerância é diferente de alergia, e em todos os casos deve excluir o alimento e substituir por outros que colaborem no balanceamento da dieta.

 

O que o pode ajudar a "desinchar" mais rapidamente é aumentar ingestão de água e introduzir chá verde e de hibisco e é claro, retirar líquidos gasosos e reduzir o sal.

 

Mas, procure um profissional que lhe indique os exames adequados e o oriente a nível nutricional para melhorar o seu bem-estar!

 

publicado às 23:03

Quinoa # Uma opção saudável!

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 19.04.15

C:\Documents and Settings\70354\Ambiente de trabal

 

A quinoa é considerada um alimento completo pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação). A Academia de Ciências dos Estados Unidos qualifica-a como o melhor alimento de origem vegetal para integrar o regime  alimentar do ser humano, sendo selecionada pela NASA para integrar a dieta dos Astronautas em voos espaciais de longa duração, devido ao seu extraordinário valor nutritivo!

 

As suas sementes são ricas em vitaminas, minerais, proteínas e fibras, conhecidas por aumentar a saciedade, diminuir o apetite e melhorar o funcionamento intestinal, regular o colesterol e até o açúcar do sangue.

 

A quinoa tem um sabor muito suave e, por isso, é fácil de introduzir na alimentação de adultos e crianças, podendo acompanhar qualquer prato de carne, peixe ou frango, sendo um ótimo substituto, por exemplo do arroz.

 

Nenhuma das suas espécies (branca ou vermelha) contém glúten, o que pode constituir uma mais-valia para quem tem intolerância ao glúten.

 

Por ser fonte de proteínas (cada 100g possui 12g), ajuda no fortalecimento muscular, principalmente depois das atividades físicas. A sua riqueza em cálcio, ferro e ácidos gordos ômega 3 e 6 podem reduzir riscos cardíacos e o colesterol. A quinoa, à semelhança dos cereais, fornece um bom aporte de hidratos de carbono.

 

Como usar a quinoa na alimentação

A quinoa pode ser encontrada em grãos, flocos ou farinha.

 

Com leite ou iogurte 
Salpique os grãos inteiros ou os flocos na granola, acompanhada por leite ou iogurte. Além dos benefícios gerais, aporta mais fibras ao prato, garantindo a saciedade.

 

Substituindo a farinha de trigo 
Eliminar a farinha branca é sempre bom e, com a farinha de quinoa é possível fazer bolos, tortas, pães e biscoitos mais funcionais.

 

Misturado em sumos
Colocar uma colher de farinha de quinoa em sumos acrescenta boas doses de cálcio, proteínas, ferro e zinco aos nutrientes que as frutas já oferecem.

 

Com frutas
Colocar os grãos, flocos ou a farinha de quinoa na salada de frutas é uma ótima opção de lanche após os exercícios, uma vez que as frutas são fontes de hidratos de carbono e a quinoa, de proteínas – dois nutrientes indispensáveis para prática de exercício físico.

 

E na salada
Seja na versão em flocos, salpicada sobre as folhas, ou na versão em grãos, que pode ser utilizada como base e acrescentar textura diferente ao prato.

 

 Mais sobre alimentos sem gluten aqui!

 

publicado às 10:45


Mais sobre mim

foto do autor



Detox Original! 10% Desconto com o código: DINORABASTOS


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog