Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Flash NUTRITION Interview # Isabel Madalena

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 10.04.15

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

B.I.

Idade: 25 anos

Peso: 50 kg        

Altura: 173

% Gordura: 12,5%

Profissão: Designer Multimédia

 

Quando começou esta paixão pelo desporto?

Começou á cerca de dois anos. Nunca fui dada a desporto, pois ganhei um certo trauma de miúda, por ser muito frágil em termos de resistência e estar constantemente a lesionar-me. Entretanto conheci o meu namorado, que era um “gymaholic” e através dele tive um empurrãozinho, até porque ele gostava que eu abandonasse o péssimo hábito de fumar, e começasse a incutir o exercício físico no meu dia-a-dia como compensação de descarga emocional e mental .

 

O desporto é uma maneira para manteres a forma ou é mesmo uma paixão?

Confesso que ao início não tinha paciência nenhuma, mas assim que começamos a ver resultados, o ginásio passa a ser um vício em vez de um sacrifício. É muito bom para a mente e corpo, e todas nós gostamos de nos sentir melhor connosco próprias. O nosso corpo é o nosso templo, temos que lhe dar o tratamento que ele merece, pois não vamos "habitar" em mais nenhuma silhueta que não a nossa

Primeiramente queria apenas tonificar, pois apesar de ter sido sempre magra ,tinha os meus "calcanhares de Aquiles”; fazia muita retenção de líquidos e começava a acumular aquelas gordurinhas nas zonas críticas: barriga e glúteo. Com o passar do tempo comecei a ganhar gosto pela coisa e hoje em dia a minha maior motivação é a adrenalina de ir conquistando novos desafios, mais resistência física, e mais força.

 

Que tipo de treino fazes?

Treino 5 dias por semana, em média 1 hora por dia. Não faço cárdio no ginásio (prefiro correr e ando muito a pé durante o dia , pois não tenho carro). Alterno sempre entre um dia para trabalho dos membros inferiores e superiores, incuto o treino abdominal todos os dias , e faço treino de alta resistência 2 vezes por semana.

 

A alimentação “completa” o teu treino?

A minha alimentação era ordinária, até porque sempre fui magra e talvez por isso não me preocupava com o que comia, a frequência ou a dose da alimentação. Desde que passei por uma situação menos boa no seio familiar, ganhei um amplo conhecimento nutricional que me fez reverter toda esta situação.

Hoje em dia não consigo não saber o que estou a comer, nem me sinto bem quando como algo que saiba que o meu corpo não vai agradecer (exceptuando-se os domingos, que são os meus “day-off”).

Não me considero uma pessoa ortoréxica (para quem não sabe, a ortorexia é um transtorno alimentar, que surge quando a pessoa se torna obsessiva quanto aos padrões daquilo que come) mas tento sempre comer saudável em todas as refeições, mesmo fazendo maior parte da minha alimentação fora de casa.

 

Como é o teu dia-a-dia alimentar (alimentos que evitas, preferências, etc)?

Durante o dia como imensa fruta, proteína magra (iogurtes magros, peixe, frango e perú), muitos legumes ou saladas, a sopa como base , e evito a ingestão de hidratos ou açucares à noite. Como regra, não como refeições processadas, fritos, ou fast-food. Apenas utilizo azeite como gordura e evito o sal. Não bebo álcool, evito refrigerantes, e hidrato o meu corpo com 2 litros de água diários.

 

Algum snack especial para antes do treino e pós treino?

Utilizo proteína de soro isolada, como complemento, para utilizar no iogurte, ou como complemento pós- treino e ás vezes um complemento de aminoácido de resistência muscular para beber durante o treino.

 

Achas que a alimentação é a base da tua excelente forma física?

Os estilos de vida assumem atualmente uma grande importância, na medida em que podem promover a saúde ou a doença. A alimentação desequilibrada, a obesidade, o sedentarismo, o stress, o tabaco, … são fatores de risco importantes e influenciam de forma direta a morbilidade e mortalidade.

Todos os que se preocupam em ser mais ativos e cuidam dos seus hábitos alimentares, estão certamente a beneficiar a sua saúde.

Dessa forma, sou da opinião de que nós somos o que comemos, e a alimentação é um complemento do estilo de vida saudável, que ao contrário do que muitos pensam, não se trata de nenhuma moda que vai passar, mas sim de uma mudança mental que nos acompanhará para a vida. Obviamente que há muitas pessoas que são magras, como eu, por natureza, e podem comer mal e continuarem bem por fora, assim como pessoas geneticamente fortes, que apesar de comerem bem não conseguem atingir os seus objetivos, mas não nos podemos esquecer de que, qualquer metabolismo, bom ou mau, com o tempo se vai deteriorar, e as nossas escolhas do presente ditarão a nossa vida no futuro.

 

És adepta de tratamentos estéticos? Fazes algum? Cuidados diários que tens com o teu corpo?

Nunca recorri a nenhum tratamento estético, até porque sou uma pessoa muito prática e talvez um pouco desleixada no que toca à aparência. Sou da opinião de que tudo o que precisamos está na terra, e por isso acho que o que comemos influencia muito a nossa aparência, e não adianta fazer tratamentos de pele e fumar, ou fazer tratamentos de redução de gordura e continuar a comer mal. A verdadeira mudança é mental. No meu caso bebo muita água e chás e como imensa fruta ao longo do dia, talvez porque sempre tive o meu pai como “role-model” e lembro me sempre de o ver a praticar estas simples coisas, e , a verdade é que ele já passou a barreira dos 50 e não tem nenhuma ruga na cara, e obviamente a genética faz o seu trabalho.

 

Que conselho davas a uma mulher inativa/sedentária que queira iniciar o exercício físico?

Primeiramente o meu conselho para elas é: amem-se da maneira que são, pois qualquer tipo de dieta ou exercício físico não terá qualquer impacto se a pessoa não se sentir bem e capaz de ir em frente; depois, orgulhem-se de todas as conquistas, não olhando às outras pessoas (pois cada pessoa é diferente, e achar-mos que podemos ser como aquela figura publica é um erro, pois a lei da imagem está muito trabalhada e está longe da realidade de todas nós mulheres "reais") e por ultimo nunca desistam, e se pensarem em tal por frações de segundos, lembrem-se do motivo pelo qual começaram, e que o maior desafio não se mede pelo resultado mas sim pelo caminho (e não se esqueçam que o que não nos mata, torna-nos mais fortes). Já agora deixo uma frase que uso muitas vezes nos hashtags das redes sociais: # work that butt because nobody ever wrote a song about a small ass:)

 

Um sonho: Conhecer Nova Iorque e Egito

Um objetivo profissional: Ser a minha própria chefe.

Um momento inesquecível: Quando conduzi o carro do meu pai pela primeira vez.

Prato preferido: Tagliatelle de Salmão

 

Mais algumas fotos de pura inspiração :)

 

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

 

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

Se quiser acompanhar o treino da Isabel Madalena fica aqui o insta ;)

https://instagram.com/isabelmads/

 

FOTOS: @jorgeteixeira

 

publicado às 16:19



Mais sobre mim

foto do autor




Detox Original! 10% Desconto com o código: DINORABASTOS


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog