Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Corrida no Feminino # Alimentação Saudável !

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 06.11.16

corrida.jpg

“Os praticantes de desporto de todos os níveis sempre aspiraram a chegar mais longe e mais depressa com a ajuda da alimentação. Desde a antiguidade clássica que se consomem determinados alimentos ou partes de animais como “ajuda” ergogénica ao desempenho físico.

A alimentação pode melhorar o rendimento e a recuperação do exercício através de estratégias nutricionais bem escolhidas e individualmente planeadas.” 

Nutrição no DesportoPrograma Nacional para a promoção da Alimentação Saudável (Direção Geral-Saúde)   

 

Este texto é dedicado às amigas que gostam de correr :)  Profissionais ou apenas por paixão os cuidados com a alimentação não devem ser descurados. 

 

Não passar várias horas sem comer! 

 

Estudos mostram que as mulheres que mantêm o seu peso constante são geralmente aquelas que comem, pelo menos, quatro vezes por dia e que não saltam refeições. Este hábito pode, também, melhorar o seu desempenho no trabalho/treino. 

Pesquisas demonstram que comer um lanche no período da manhã e da tarde melhora a memória e as habilidades cognitivas durante todo o dia. Por outro lado, ao saltar refeições você pode ficar incapaz de se concentrar e sem energia para o treino (principalmente se o treino for ao fim do dia). 

Além disso, as refeições que evita durante o dia muitas vezes levam a excessos no período da tarde e da noite. Ou seja, você vai ficar mais propensos a selecionar os alimentos mais calóricos, ricos em gordura e açúcar e em maior quantidade. 

Tente comer cerca de cinco vezes por dia - três refeições principais e dois lanches. Se você tem dias muito atarefados, sem tempo livre, então deve organizar com antecedência as suas lancheiras. Adquira o hábito de preparar lanches e coloque no seu saco de treino, prepare petiscos saudáveis ​​para colocar na lancheira do trabalho para os lanches do meio da manhã e meio da tarde.  

 

Vitamina B2 

 

A Vitamina B2 (riboflavina) auxilia na “quebra” de hidratos de carbono e gorduras para a produção de energia, propriedades que tornam esta vitamina crucial durante exercícios de endurance. Um estudo realizado com mulheres revelou que 30 minutos de exercício diário diminui os níveis de riboflavina no corpo.

Para melhorar a sua saúde/ rendimento deve apostar em alimentos ricos nesta vitamina.A maioria dos produtos lácteos são boas fontes de riboflavina (leite, iogurte, queijos), mas os flocos de aveia, a levedura de cerveja e a amêndoa são outros exemplos.

 

Cálcio 

 

Um bom aporte de cálcio e proteína é crucial para as mulheres, especialmente para as mulheres que são suscetíveis à osteoporose ou com amenorreia. 

Embora as atividades como correr e a musculação ajudam a construir ossos mais fortes é fundamental que faça uma ingestão adequada destes nutrientes. Se costuma ter longos períodos sem menstruação, você pode perder massa óssea, apesar de exercício físico regular. Isso porque as mulheres amenorreicas têm níveis mais baixos de estrogénio, uma hormona que desempenha um papel fundamental na construção e manutenção do cálcio do osso.

Estima-se que 25% das mulheres corredoras tornam-se amenorreicas em algum período. Evite os suplementos de fibras: estes ligam-se ao cálcio e outros minerais no trato intestinal, diminuindo a absorção de nutrientes essenciais.

 

Dieta Vegetariana, vigiar nutrientes! 

 

Um estudo com mulheres vegetarianas mostrou que em comparação com as não vegetarianas apresentavam menor aporte de cálcio, zinco e vitamina B12.

Uma vez que, a vitamina B12 é encontrada praticamente só em produtos de origem animal (carne vermelha, peixe, marisco, ovos e leite são boas fontes), as vegetarianas estritas devem procurar um médico para melhor aconselhar e prescrever um suplemento adequado.

Zinco, que é necessário para o bom funcionamento do sistema imunológico, encontra-se nas ostras, carne, germe de trigo.

 

Ferro

 

Estudos mostram que mais de 50 por cento de todas as mulheres corredores apresentam níveis baixos de ferro. 

Níveis baixos de ferro podem traduzir-se em fadiga e falta de resistência, uma vez que o sangue é incapaz de transportar oxigênio de forma eficiente para os músculos trabalharem. 

A solução é simples: comer mais alimentos ricos em ferro - carne vermelha magra e aves são duas das melhores fontes.

As mulheres muitas vezes evitam carne vermelha devido ao seu teor de gordura, mas ao escolher cortes magros você pode obter o ferro, mantendo uma dieta de baixa gordura. Boas fontes vegetarianas de ferro são as leguminosas (lentilhas, ervilhas, feijão).

 

NOTA: Este texto não invalida uma avaliação personalizada por um profissional de saúde para um acompanhamento nutricional mais adequado e ajustado às suas necessidades.

 

Coma Bem… Corra Bem… Viva Melhor!

Boas corridas***

 

Fonte/Foto: Running Magazine

publicado às 19:19

CERTIFICAÇÃO NUTRIÇÃO DESPORTIVA WellXProSchool . NutriScience # Eu Vou :)

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 26.11.15

certificação.JPG

 

Para os profissionais da área da nutrição e do fitness deixo uma sugestão de formação de qualidade!

 

A Certificação de Nutrição Desportiva tem dos melhores formadores da área, não percam esta oportunidade… começa já em Janeiro!

 

Eu já frequentei alguns cursos da WellX ProSchool e adorei! Dia 6 de Dezembro (Domingo) vou ao próximo “Mitos em Nutrição Desportiva e Clinica”!

 

CERTIFICAÇÃO NUTRIÇÃO DESPORTIVA

WellXProSchool I NutriScience

 

Lisboa (4ª edição) | Hotel Tryp Lisboa Aeroporto (inicio 23 janeiro 2016)

Porto (2ª edição) | Hotel Holiday Inn Porto Gaia (início 30 janeiro 2016)

 

Depois de 3 edições realizadas em Lisboa e depois de uma estreia esgotada no Porto, terão lugar as novas edições da Certificação em Nutrição Desportiva (LISBOA e PORTO), com início em Janeiro de 2016.

 

Serão 48 horas de formação assente nas mais recentes evidências científicas, divididas por 6 módulos (3 fins de semana).

 

A certificação atribui 9,6 UC para renovação dos Títulos Profissionais de Técnicos de Exercício Físico e de Treinador de Desporto.

 

Mais informações em www.wellxproschool.com/Page/Details/84 ou através do email geral@wellxproschool.com

 

Eu vou ;)

 

publicado às 10:13

Flash NUTRITION Interview # Edna Marques

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 30.08.15

EDNA DM.jpg

 

Nome: Edna Marques

Idade: 46 anos

Altura: 1,67

Peso Máximo: 114 Kg

Peso Atual: 83 kg

Profissão: Contabilista

 

Desde a infância que luta contra o excesso de peso? Ou foi com a idade que o “peso a mais” começou aparecer?

Nunca fui uma magra, sempre tive uma constituição robusta, (por curiosidade, posso dizer que nasci com 4,550 kg), mas a obesidade começou já na idade adulta. No fim da gravidez, quando dei entrada na maternidade, com 28 anos, pesava 102 Kg…

 

O que a motivou/incentivou a perder peso?

Eu costumo dizer que foi um “click”! Fazia muitas sessões de fisioterapia no Espaço Saúde, (ginásio que frequento), porque sofria muito com dores nas costas… numa dessas sessões reparei num folheto com a apresentação de um “pacote” para ajudar a perder peso, (que consistia em consultas de nutrição, treino com PT, e sessões de Spa Jet, durante 3 meses), e resolvi experimentar (e ainda bem).

 

Foi difícil? (principais dificuldades, obstáculos, etc)

O início foi difícil… logo na 1ª consulta de nutrição, quando a nutricionista me disse que eu pesava 114 kg, fiquei em choque !!!! Eu sabia que estava gorda, mas como não tinha por hábito pesar-me, não tinha a noção de quão pesada estava…

Depois veio o exercício… lembro-me de estar extremamente envergonhada quando fui fazer o primeiro treino com o Ricardo (meu PT)… não é fácil vestir um corpo daquele tamanho com um equipamento XXL , saber que desde a escola secundária que não fazes nenhum tipo de exercício físico e comparecer diante de um instrutor para começar a “treinar” !!!

Mas, com o apoio recebido, e vencido o desconforto inicial, comecei a fazer os exercícios que me eram propostos, no início com alguma dificuldade, é claro, mas evoluindo aula a aula… E posso garantir que, com persistência, acabamos por conseguir fazer tudo o que nos é pedido, e começamos até a fazer movimentos e exercícios que pensávamos nunca sermos capazes de fazer!

Hoje posso dizer que faço todas as aulas do ginásio, desde as mais “fáceis” até às mais exigentes em termos físicos… e sem nenhum tipo de inibição ou vergonha, antes pelo contrário… posso servir de exemplo aos mais novos, até porque, como já disse, tenho 46 anos!

 

Suponho que fez alterações a nível de alimentação e exercício físico, certo?

No campo alimentar, foi-me dado um plano de refeições, com as quantidades que deveria comer, os horários das refeições, os alimentos que deveria evitar… Nada restritivo, podia continuar a ingerir pão, massa, arroz (alimentos que normalmente pensa-se que têm de ser banidos de qualquer dieta), mas com grande controle nas quantidades. O plano foi sendo alterado, consoante os resultados foram aparecendo, até que, agora, já tenho a noção de como deve ser a minha alimentação; sempre que cometo um “pecado” estou consciente das kcal que estou a ingerir, e sei que tenho de fazer um treino extra a seguir, para compensar!

Estou convencida de que, e no que toca à alimentação, grande parte do problema dos obesos reside no facto de não termos a menor noção de quanto equivale, em termos calóricos, aquilo que ingerimos… eu pelo menos, era completamente ignorante nessa matéria, e para dizer a verdade, chega a um certo ponto em que pensamos, “ó, deixa lá, é só mais este pastel, ou só mais esta bolacha… já estou gorda mesmo”…

Comecei por treinar 2 x por semana, e sempre à hora do almoço (primeiro porque era o horário que me dava mais jeito, e depois porque não estava preparada psicologicamente para fazer aulas de grupo… era “grande”, não tinha nenhuma resistência física, e lá vinha outra vez a vergonha…

 

Pode descrever as principais mudanças no seu estilo de vida?

Em termos de alimentação, comecei a ingerir muito menos quantidades, (eu realmente comia muito mais do que aquilo que o meu corpo necessitava), e a fazer as famosas 6 refeições diárias! Comer menos… com mais variedade de alimentos… e mais vezes ao dia.

A sopa, (que antes nunca comia), passou a ser obrigatória.

Bebo, pelo menos 1,5 lt de água por dia (mas esta é uma rotina que eu já tinha, mesmo antes da “mudança”).

Outra rotina que comecei a ter é a de analisar sempre a composição quando compro qualquer alimento desconhecido; nem sempre o que a publicidade acena como light é benéfico… é preciso ver a quantidade de gordura, de açúcar… e ter a noção de que, lá por ser light, não podemos comer toda a embalagem!!!!

Em termos de exercício físico, treino, ao almoço, de 2ª à 6ª (3 sessões com PT, e 2 aulas de grupo); e ainda faço aulas de grupo às 4ª e 5ª aos fim do dia! Portanto passei das inicias 2 aulas, para 7 ou 8 semanais! E agora, como já disse, sem nenhum tipo de inibição em fazer qualquer aula na companhia de outros atletas!

Todas estas mudanças transformaram-me noutra pessoa, e não só no aspecto físico! Descobri que gosto muito de fazer grandes caminhadas em ambiente de trail, por trilhos na natureza, coisa que faço com alguma frequência… e também aqui me desafio… se hoje consegui fazer o percurso de 10 km, para a próxima tento o de 20 km. Para quem não apreciava, de todo, o desporto e a actividade física, posso dizer que me tornei até um pouco viciada!

 

Os resultados apareceram logo? Rapidamente?

Perde-se bastante peso no início, temos uma grande percentagem de água e gordura no nosso corpo, que é mais “fácil” de perder.

A partir de um certo ponto, começa-se a ganhar mais massa muscular … o excesso começa a estar localizado em determinadas áreas específicas, e começa a ser mais difícil perder peso.

Por outro lado, em termos de volume, vamos notando gradualmente a diminuição… e não podemos esquecer que tão importante quanto perder quilos, é perder volume e percentagem de massa gorda.

No meu caso, a mudança começou há 4 anos; vestia um tamanho 50/52, e hoje visto um 42/44… e ainda não atingi o meu objectivo final.

 

Como é o teu dia alimentar normal?

Tomo o pequeno-almoço com pão, (preferencialmente escuro, mas quando não tenho, como mesmo pão “normal”), leite magro, queijo magro… às vezes iogurte com cereais, fruta…

No 1º lanche, normalmente como 2/3 bolachas (vou variando entre as torradas, marias, marinheiras, de arroz);

Como treino à hora do almoço, tive de adaptar a minha dieta: 1 hora antes do exercício, como um pão com uma fonte de proteína – queijo magro, salmão fumado, fiambre de aves – e alface ou tomate;

Quando regresso do ginásio, como a sopa;

O 2º lanche normalmente é um iogurte com granola, ou fruta, ou leite com café, ou chá com 2/3 torradas;

Como janto mais tarde, faço um 3º lanche, que normalmente é uma peça de fruta; nos dias em que treino ao fim do dia, como sempre antes de ir para o ginásio, ou umas amêndoas torradas, ou nozes, ou uma peça de fruta;

Ao jantar, como a sopa, a fonte de proteína, muita salada e tento evitar os hidratos de carbono (se bem que, em muitos dias, como sempre um pouco de hidratos, sobretudo se treinei ao fim do dia).

Penso que o segredo reside em variar os alimentos, não comer sempre a mesma coisa às mesmas horas, senão depressa nos vamos aborrecer…

 

Alimentos que evitas?

Evito os refrigerantes, as bebidas alcoólicas, os doces (bolos, pastéis, bolachas), os fritos.

Não quer dizer que não os coma de vez em quando, até porque tenho o meu agregado familiar, que não foi “obrigado” a fazer a minha dieta, mas não posso é fazer disso a rotina, senão volto ao mesmo… temos que manter o equilíbrio… se ingerirmos mais do que aquilo que gastamos, vamos armazenar…

 

Alimentos que tens sempre em casa?

Tenho sempre chá, fruta, sopa, frutos secos, sementes e chocolate negro (porque há dias em que nos apetece “qualquer coisa”, e um quadradinho de chocolate faz milagres)!

 

Qual o teu conselho para quem luta contra a obesidade e não consegue ter resultados?

Primeiro temos que ter consciência de que temos excesso de peso, não arranjar desculpas, e querer mesmo mudar… por muito que nos digam “olha que estás a ficar muito forte”, “devias emagrecer”… se não tomarmos consciência disso, não vamos conseguir mudar.

Outro factor importante é ter paciência… costumo dizer que, se passei 40 anos a comer, não posso perder o excesso num piscar de olhos… Temos que ir colocando objectivos razoáveis de peso a perder… e de cada vez que atingimos um desses objectivos, partimos para o próximo…

Se vai custar? Vai. Se haverá momentos em que nos apetece desistir e ir a correr comer um doce? Sim. Mas temos que nos focar no objectivo, não ceder à preguiça que às vezes nos diz para não ir treinar…

E se por qualquer motivo não for possível treinar com um PT, ou mesmo frequentar um ginásio, podemos começar por fazer uma caminhada, ao ar livre… só precisamos calçar uns ténis e pôr uma roupa confortável… ao fim de algum tempo, temos que tentar aumentar o ritmo, fazer o mesmo trajecto em menos tempo… para treinos mais localizados, a internet está repleta de vídeos com vários tipos de exercício que podemos fazer em casa… De qualquer forma, se o número de quilos a perder for grande, aconselho uma avaliação por um profissional competente, até porque não sabemos bem que tipo de exercícios podemos fazer, sem prejudicar ainda mais a nossa saúde (aos níveis das articulações, e do aparelho cardiovascular).

E nunca nos podemos esquecer que a obesidade é uma doença crónica… se voltarmos aos hábitos antigos, voltamos a ser obesos… a luta é para sempre!

Mas com a certeza de que o esforço vale a pena! Não há nada que se compare à satisfação que nos dá conseguir, por exemplo, fazer uma aula de cycling com a duração de 100 minutos; ou percorrer 17 ou 18 kms em trail, e chegar ao fim, independentemente do lugar alcançado; ou entrar numa loja e comprar aquela peça de roupa de que gostávamos tanto e não podíamos vestir…

 

Um Sonho:

Não sei se posso chamar de “sonho”, mas neste momento, o meu objectivo é conseguir baixar a fasquia dos 80 kg.

Um momento inesquecível:

Quando “derrubei” a barreira dos “3 dígitos”! Quando comecei, todas as minhas medidas tinham 3 dígitos – o peso, os cm de anca, os cm de cintura…

Prato preferido:

Não tenho um prato preferido, continuo a ser o que se chama de um “bom garfo”, gosto muito de uma boa almoçarada, ou jantarada… e se for na companhia dos amigos, ainda melhor! Mas posso mencionar o Bacalhau com Natas, ou a Carne de Porco à Alentejana!

“Perco a cabeça com…” (pecado gastronómico):

O meu maior pecado são as pipocas! Não resisto! Sempre que vou ao cinema, (o que normalmente acontece 1 vez por mês), tenho que comer as malvadas pipocas! Nessas ocasiões tento fazer um jantar só com saladas, para o prejuízo não ser tão grande!

Um lema de Vida:

Um lema não tenho, mas por brincadeira costumo dizer que “eu sou uma árvore”, no sentido de que temos de nos manter fortes e firmes nos objectivos, e aguentar as tempestades que por vezes nos atingem!

E, embora nem sempre seja possível, tento manter um sorriso, porque realmente “rir é o melhor remédio”.

 

Parabéns Edna por todo o seu percurso, pelas vitórias e por nunca ter desistido! E, obrigada por me deixar partilhar a seu caso de sucesso!

 

Quer perder peso? Comece hoje…

 

publicado às 23:35

Crossfit # Nutrição # Suplementação

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 01.05.15

C:\Documents and Settings\fteixeira\Ambiente de tr

 

Atualmente, a busca por modalidades que otimizem a performance e composição corporal é intensa. E, o Crossfit está no topo!

 

Uma das principais características do Crossfit é justamente promover a melhoria na condição física e, consequentemente, obter resultados expressivos na redução da gordura corporal e na modelagem da massa muscular.

 

O treino associa exercícios de ginástica olímpica, levantamento de peso e atletismo, sendo uma metodologia de treino baseado na grande amplitude de intensidades e consequentemente aumento do desempenho nos exercícios de força, velocidade, flexibilidade e agilidade. É importante salientar a necessidade da correta execução dos movimentos sob a supervisão de um profissional capacitado porque a incidência de lesões é grande.

 

Nutrição e rendimento

Em função da grande exigência física durante a execução dos exercícios, é necessário a otimização dos mecanismos de recuperação e melhora dos resultados. Afinal, a magia da transformação física acontece no repouso após um grande estímulo. Sendo assim, o nutricionista é o profissional capacitado para a correta orientação do atleta ou desportista e “peça-chave” para otimização dos resultados.

 

Suplementação, recuperação e perfomance

Dentro de um plano nutricional, a suplementação apresenta-se como um recurso ergogénico interessante. O foco dessa suplementação baseia-se na recuperação, onde suplementos como o BCAA, Whey Protein e Caseína funcionam otimizando o pretendido.

 

É bem documentado na literatura que a prática de exercícios de alta intensidade, gera microtraumas adaptativos no músculo exercitado. A suplementação de BCAA antes e depois do treino, pode minimizar os efeitos negativos dos danos musculares por favorecer a redução da lesão muscular, bem como a diminuição das dores musculares e servir como um substrato chave na recuperação muscular mais rápida.

Além disso, sugere-se que o uso de quantidades significativas de BCAA durante exercícios exaustivos pode aumentar a performance através de efeitos sobre o cérebro, ou seja, prevenindo a fadiga central.

 

Outro produto interessante que deve ser incorporado na estratégia nutricional é a Whey Protein. Em algumas marcas de suplementos, além da presença dos aminoácidos de cadeia ramificada apresenta a cisteína, aminoácido importante na síntese de uma enzima antioxidante denominada glutationa, responsável pela neutralização de radicais livres, bem como na participação de “reações de desintoxicação”. O aumento na produção de radicais livres está diretamente associado a fadiga, sendo sua modulação essencial para esse tipo de atividade.

 

Num estudo recente, avaliou-se um ganho de massa muscular mais satisfatório após o consumo simultâneo de um blend de Whey Protein adicionado de caseína. O resultado, é decorrente da inibição na degradação muscular e manutenção da síntese no período de recuperação devido a oferta constante e duradoura de aminoácidos da caseína.

 

Outra abordagem interessante e eficiente é aumentar a ingestão do suplementos ricos em em Omega 3 – EPA e DHA -. A associação desses compostos tem mostrado inúmeros benefícios como redução da inflamação, aumento do fluxo sanguíneo, melhora do sistema imune e da função cerebral. A melhora do fluxo sanguíneo e redução da inflamação são de extrema importância para a performance e consequente recuperação de atletas.

 

Leia também:

Suplementos Myprotein 

Flash NUTRITION Interview # Emanuel Silva 

Flash NUTRITION Interview # Elsa Pena

 

Fonte: Crossfit - Alexandra Feltre (tips4)

Foto: Reebok Crossfit

 

publicado às 10:20

Diário de uma Magra # Exercicio em Casa

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 15.12.14

Não devo ser a única a considerar esta época Natalícia uma beleza, mas uma canseira!

 

Sempre a correr e sem tempo para nada :( não tenho conseguido ir ao ginásio como desejava.

 

Mas engane-se se pensa que não me mexo…

 

Há alguns exercícios que pode fazer em casa para compensar as faltas ao ginásio quando o tempo escasseia. O efeito não é, claramente, o mesmo... mas parada é que não ;)

 

Aqui ficam alguns exemplos de exercicios que pode fazer em casa:

 

. Abdominais matinais sagrados;

 

. Agachamentos

agachamentos.jpg

 

Neste exercício, deve-se afastar as pernas, posicionar os braços esticados à frente do corpo e agachar.

 

Flexão de braço

Flexão.jpg

 Neste exercício, deve-se deitar-se no chão e, depois, apoiando os joelhos no chão e fletir os braços.

 

Escalador cruzado

escalador.jpg

Neste exercício deve-se apoiar as 2 mãos no chão e permanecer na ponta dos pés. A seguir, deve-se esticar uma das pernas e jogá-la para o lado, como mostra a imagem abaixo, alternando as duas pernas durante todo o exercício.

 

Se não tem hipótese de ir ao ginásio tente fazer alguns exercícios em casa, pois é importante nunca perder o hábito do exercício físico...

O seu organismo agradece.

 

Boa semana**

 

FOTOS: Google

publicado às 16:04

MAS AFINAL O QUE É O TREINO FUNCIONAL?

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 23.11.14

“Qual o treino mais adequado?... Que tipo de exercícios devo fazer?”… “Posso eliminar a barriga com a corrida?”... “Devo fazer passadeira?... Treinos e aulas de grupo?”

 

São apenas algumas das duvidas/questões que me têm enviado.

 

Como sou da opinião que “cada macaco no seu galho” pedi à equipa do Espaço Saude para vos responder.

 

Hoje o tema é o treino funcional.

Sabe o que é?

__________________________________________________

 

 

"Uma das ferramentas mais importantes do ser humano é o movimento. Realizá-lo com controle torna-se fundamental para a postura e equilíbrio, que são importantes componentes do processo de condicionamento física global, para a manutenção de um bom padrão de movimento. Estes componentes dinâmicos merecem atenção por terem uma correlação estrita com a propriocepção, possibilitando que a produção de força seja orientada para aumentar as habilidades do atleta ou do indivíduo comum.

 

MVF – Motricidade Voluntária Funcional consiste em desenvolver força de forma harmoniosa para toda a musculatura, sem desequilíbrios entre a musculatura superficial (peito, dorsal...) e a musculatura mais profunda (multifidus, rombóides...), esta última antigravitacional, responsável pela postura e muitas vezes negligenciada nos treinos convencionais. Assim, busca-se maior estabilidade às articulações e maior mobilidade ao corpo. Muitas pessoas queixam-se de dores lombares e normalmente dá-se como solução: "faça alongamentos!". Porém, na maioria das vezes, esta musculatura não é muito mobilizada/ativada ao longo do nosso dia o que a deixa "enferrujada". Se tivermos em conta que passamos grande parte do nosso dia sentados a uma secretária, à mesa nas refeições, a conduzir, no sofá a ver televisão, e todo o nosso CORE está completamente “adormecido”. Neste caso, ao invés de alongar precisamos, sim, é mexer/mobilizar esta musculatura.

 

Esta modalidade veio para ficar e trazer mais uma opção de treino, que, aliás, é muito desafiadora, dinâmica e eficaz.

 

Se estiver curioso e quiser experimentar uma destas aulas, visite-nos no Espaço Saúde, em Águeda ou contacte-nos para o 234 622387 ou 919287627, para marcar uma aulas de MVF – MOTRICIDADE VOLUNTÁRIA FUNCIONL todas as segundas às 20h00.

 

 Seja qual for o seu objectivo de treino, deve sempre consultar um profissional da actividade física para o avaliar e prescrever o seu plano de treino, quer seja em ginásio, piscina, aulas de grupo indoor ou outdoor."

 

Equipa Espaço Saude

Espaço Saude

 

 

publicado às 20:22

Diário de uma Magra # Obesidade Infantil # Pais Saudaveis... Filhos Saudaveis

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 19.11.14

obesidade infantil.jpg

155 milhões de crianças em idade escolar no mundo têm excesso de peso ou são obesas!

 

Em Portugal, uma em cada três crianças tem este problema de saúde. Segundo o estudo 2013-2014 da APCOI que contou com 18.374 crianças (uma das maiores amostras neste tipo de investigação): 33,3% das crianças entre os 2 e os 12 anos têm excesso de peso, das quais 16,8% são obesas. De acordo com a Comissão Europeia, Portugal está entre os países da europa com maior número de crianças afectadas por esta epidemia.

 

Estudos revelam que a obesidade infantil é determinada antes dos cinco anos de idade!

Os cientistas descobriram que a maior parte do ganho de peso em crianças acontece antes de terem iniciado a escola.

Um quarto das crianças com idade entre quatro e cinco anos, na Inglaterra, estão acima do peso, e cerca de 10 por cento são classificados como obesos – ao ponto de a sua saúde ficar comprometida.

 

Especialistas culpam as dietas ricas em gordura, sal, açúcar e alimentos processados, e afirmam que os maus exemplos alimentares estabelecidas pelos pais, também, podem ser os culpados.

 

obesidade.jpg

 Sejam pais responsáveis :)

 

 Fonte: Daily Mail UK

 

publicado às 23:37

Diário de uma Magra # Espaço Saude # Exercício físico # Bom Humor

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 09.11.14

Sport.jpg

 

A revista científica “PLOS One”, publicou um estudo que demonstrou que “pessoas acima do peso que emagrecem têm mais probabilidade de mudarem de humor do que aqueles que permanecem com as mesmas medidas”. Os pacientes foram observados durante quatro anos, pela equipe da Universidade College London (UCL) e tiveram monitoramento constante.

A pesquisa analisou 1,9 mil pacientes (do reino Unido) com mais de 50 anos e que estavam acima do peso, todos aconselhados a emagrecer por causa da saúde.

 

Resultados mostram que aqueles que perderam mais de 5% do peso ficaram bem mais saudáveis, mas também ficavam de mau humor com mais facilidade.

 

Precisa perder peso? Quer afastar o mau humor?

Então, NUNCA esqueça o exercício físico… é uma excelente arma contra o peso e o mau-humor! E, conte com o apoio dos amigos e familiares durante a luta contra a balança! Assim, o caminho será mais facil.

 

Dicas da Nutri para melhorar o seu humor e apaixonar-se pelo exercício físico!

 

Tenha calma…

Reza a lenda de que, depois de 21 dias adotando um hábito, ele passa a fazer parte da sua vida para sempre. Então, espere seis semanas, quando você começar a ver as mudanças no seu corpo e a sentir a endorfina fazendo efeito na sua vida NÃO VOLTA as ser sedentário.

 

Encontre algo que você gosta de fazer

Seja Ioga, spinning, crossfit ou o que for. Experimente e encontre a atividade física que mais se encaixa com você. Quando isso acontecer, não será um tormento “malhar” e sim pura diversão.

 

Um personal trainer (PT) pode fazer a diferença

Para aqueles mais preguiçosos ou novatos, o PT pode dar um motivação extra. Ele ajuda a estabelecer metas e vai desenvolver um plano para você. É mais caro, mas você vai levar seus exercícios físicos mais a sério.

 

Exercícios em grupo

Fazer exercícios em grupo é muito melhor do que sozinho. Aulas de grupo pode ser uma boa opção.

 

Em breve, e em parceria com o Espaço Saude, serão esclarecidas todas as dúvidas que me têm questionado sobre o exercício físico!

Fique atento!

 

Se quiser saber mais sobre alimentos que podem interferir com o seu humor leia AQUI !

 

Vamos começar a semana cheios de energia e bom humor? :)

 

Fonte: Jotobá

Fotos: Google

 

publicado às 22:33


Mais sobre mim

foto do autor




Esbelt Brazilian Bodywear: 10% Desconto!

Esbelt Europe

Detox Original! 10% Desconto com o código: DINORABASTOS


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Posts mais comentados