Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Adoçantes sim ou não? # Açúcar branco ou mascavado?

por Diário de uma Magra by Dinora Bastos, em 13.05.14

Adoçantes, ou edulcorantes, são substâncias com baixo, ou nenhum valor energético, que tem por finalidade agregar paladar doce aos alimentos.

 

Por ter maior capacidade de adoçar que o açúcar convencional é  possível obter o mesmo poder de paladar (doce) com pequenas quantidades.

O uso pode ser vantajoso, principalmente, quando focamos em pessoas com necessidades específicas, como diabéticos, ou pacientes com objetivo de emagrecimento.

 

Os mais conhecidos e aprovados são: sacarina/ciclamato, aspartame, sucralose, acessusfame K e stevia (natural).

 

O uso de adoçantes hoje em dia gera bastante polêmica, principalmente quando falamos dos artificiais, pois há quem diga que eles podem causar problemas, porém não existem constatações sólidas que validem essas informações.

 

O ideal é sempre respeitar as quantidades de limite diário de ingestão, estabelecido pela FDA (Food and Drugs Administration), que determina regras para segurança dos aditivos alimentares.

 

A escolha de qual adoçante usar dependerá do paladar de cada pessoa.

 

Muitos dos adoçantes são isentos de calorias e não causam impactos nos níveis de açúcar do sangue, mesmo os que contêm calorias, possuem a mesma quantidade do açúcar convencional, porém, como seu poder de doçura é muito maior, as quantidades utilizadas são extremamente menores e por isso não causam impacto na ingestão calórica.

 

Alguns açúcares naturais, como por exemplo, provenientes das frutas, a frutose, e o próprio mel, são opções mais saudáveis, mas ainda assim aumentam os níveis de açúcar no sangue e contém praticamente o mesmo valor calórico do açúcar refinado, não sendo recomendados para diabéticos, para dietas de perda/controle de peso e nem devem ser aquecidos, pois perdem parte de suas propriedades nutricionais.

 

Qual a melhor opção para consumo?!

Dependerá do objetivo do consumidor, por exemplo, para preparos que serão aquecidos, os melhores são sucralose e acessulfante K, pois sua composição química não sofrerá impacto de degradação com o calor e manterá o sabor doce.

O steviosídeo (stevia) tem sido bastante recomendado, por ser de origem vegetal.

 

Os diabéticos devem verificar os rótulos, para garantia de não consumirem possíveis misturas entre açúcar e adoçantes, no intuito de diminuir o valor energético desses produtos.

 

Gestantes, lactentes e fenilcetonúricos têm restrições em relação ao aspartame, por conter fenilalanina.

 

Intolerantes à lactose, têm restrições no consumo de sucralose, pois a fórmula tem lactose nos ingredientes.

 

De uma forma geral, para saber o tipo certo de adoçante para cada pessoa, o indicado é estar ciente de suas restrições e necessidades, lendo sempre os rótulos com atenção e se necessário, procurar auxílio profissional.

 

Açúcar branco ou mascavo?

Das poucas diferenças, podemos notar principalmente a cor e sabor e um segundo momento, o valor nutricional entre eles, podendo considerar que os mais escuros, possuem mais vitaminas e sais minerais, por estarem mais perto do estado bruto, mas ainda assim fornecem praticamente a mesma quantidade de calorias entre si.

 

 

Açúcar refinado ou também conhecido como açúcar branco, é o mais fácil de encontrar hoje em dia. Ele é processado a partir do melado de cana ou do açúcar mascavo. O produto inicialmente é marrom, então recebe adição de gás sulfídrico e algumas outras substâncias químicas para ficar mais claro. Nesse processo, o produto final chega ao consumidor sem vitaminas e sais minerais, ou seja, se transforma num alimento sem aporte nutricional (calorias vazias).

 

Açúcar mascavo é o açúcar bruto, escuro, extraído depois do cozimento do caldo de cana. Como o açúcar mascavo não passa pela etapa de refinamento, ele conserva minerais como cálcio, magnésio e o potássio.

 

 

Experimente não colocar açúcar nem adoçantes.

“Primeiro estranha-se, mas depois entranha-se”

 

publicado às 10:13


5 comentários

De Joana Freitas a 13.05.2014 às 13:22

Sinceramente nunca senti falta de açúcar no café ou no chá, pelo contrário, até acho que conseguimos percecionar melhor o sabor dos mesmos! E é tãooo bom :)

De Diário de uma Magra by Dinora Bastos a 13.05.2014 às 23:02

concordo :)

Café sem açúcar é uma delicia!

De Joana Freitas a 12.06.2014 às 20:18

Se é! Manjar dos deuses :)

De João Valente a 14.05.2014 às 10:27

Dinora, não entranhasse nada, entranha-se :)
Btw, bom artigo!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Esbelt Brazilian Bodywear: 10% Desconto!

Esbelt Europe

Detox Original! 10% Desconto com o código: DINORABASTOS


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

  Pesquisar no Blog